quinta-feira, 22 de junho de 2017

[AÇÃO GAMES 007] THE HUNT FOR THE RED OCTOBER (NES)



Tom Clancy morreu em 2013, mas esse pequeno contratempo não o impede parar de continuar produzindo roteiros para jogos. Em 2017 tem Ghost Recon Wildlands, por exemplo. É um fenômeno esse homem. 

Mas enfim, em 1990 seu livro "A Caçada pelo Outubro Vermelho" foi adaptado tem um thriller com Sean Connery. Surpreendentemente, o drama de uma tripulação em um submarino foi transformado em um jogo para Nintendinho. Tenho que admitir que fiquei curioso para ver COMO eles fizeram isso, podia supor que seria apenas um tipo de shmup ou algo assim. Embora nada tenha me preparado para o que veio a seguir...



Eu sei que isso parece óbvio, mas a mecânica básica realmente ajuda a manter um jogo à tona. Tudo o que é preciso para afundar um título como um U-boat atingido por torpedos é um ou dois erros mecânicos. Com o casco esmagado, ele desce para o fundo do mar dos jogos onde talvez não seja visto ou ouvido novamente. Somente em memória passageira é mencionado, e geralmente não com carinho. Lá embaixo, os saqueadores o desmancham, atacando-os com seus vídeos do YouTube e avaliações terríveis e ...



... bem, isto é constrangedor.

The Hunt for Red October é apenas um desses jogos. A ideia de fazer um jogo de um filme que não parece ter material para um bom jogo é intrigante, assim como a ideia de um sidescroller baseado em submarinos. Eles são dois conceitos que, vamos ser honestos, não conseguimos ver dando um bom jogo, então talvez algo possa nascer dessa probabilidade negativa?

Bem, não. Eles conseguem apenas pegar o pior dos dois mundos e fazer um hibrido. A julgar pelo produto que veio de tal casamento, eles deveriam ter obtido uma anulação do casamento. O jogo é atormentado pelos mesmos problemas que destroem outros jogos de filmes: controles contraditórios, mecanismos questionáveis ​​e detecção de batida defeituosa.

Caralho, mesmo um elemento tão simples como a progressão do nível é ruim. Parece que os desenvolvedores não conseguiram se decidir sobre o tipo de shooter que eles queriam fazer. O jogo desliza lentamente como um shmup clássico, mas ao mesmo tempo exige que você avance manualmente. Você acaba com segmentos que seriam efetivos em um tipo de shooter e não tanto no outro. Por exemplo, há uma seção para o final do primeiro nível que exige um timing perfeito. Um grupo de armadilhas ameaça esmagar você, e você precisa passá-las no momento certo. No entanto, é desnecessariamente difícil, porque como o seu submarino é lento, a rolagem da tela automática te fode a vida. Além disso, também há uma comporta que aparece no fundo e tenta esmagar você, então você não pode ficar parado e aproveitar o seu timing. Isso força você a navegar desajeitadamente pelos perigos e esperar que você não seja pego, nem fique enroscado no cenário ou seja esmagado pela parede.

Por outro lado, há cenas em que o jogo teria sido melhor como full-scroller tradicional. Existem torres subaquáticas que aparecem em intervalos não tão fixos. Uma vez que você tem que ir ao meio da tela para poder avançar o nível, você quase sempre cai nelas ou as ativa inesperadamente. No último caso, você fica preso na linha de fogo e não consegue se destruir nem esquivar seus projéteis.

Por tentar emular um jogo embaixo dagua, a resposta de controle do jogo é bastante estranha. Graças a isso, evadir os tiros inimigos é mais complicado do que deveria ser. Imagine jogar um bullet hell em uma fase de gelo - se isso não faz sentido sequer para imaginar, o convido a experimentar esse jogo então.

O submarino impulsiona muito rapidamente, passando de lento para fora de controle em um instante. Isso também faz com que o sub tenha uma inércia esquisita em vez de parar quando voce quer. Eu percebo que isso deixa a física mais realista, mas às vezes é melhor ter um jogo bom do que um jogo realista. Tenha em mente que tomar danos também o atordoa e o deixa suscetível a tomar mais dano. Para superar tudo, muitas vezes você se encontra em lugares apertados, então o ato de tentar evitar e minimizar os danos é horrivelmente exigente.

Ah, e colidir com paredes também enfraquece sua armadura. Como se isso não fosse ruim o suficiente, o jogo pode te enroscar numa parede e você pode ficar preso em uma parede tomando dano. Sim, até o próprio Red October está contra você. Conseguir "game over" não é difícil, graças a isso e ao seu inventário de vidas. Você só recebe cinco vidas e não há continues, senhas ou saves.

Ah sim, você também tenha que cuidar seu nível de combustível.

... e tem um limite de tempo. Quem pensou que o combustível finito e o temporizador juntos seriam boas ideias? Você basicamente está lutando contra dois relógios agora!

E se você acha que o jogo não terminou de trollar você, então você ainda não entrou em combate. Você pode disparar mísseis diretamente na sua frente e para cima de você. A maioria dos inimigos aparece diagonalmente. Sério mesmo.

Então, agora você tem que lutar com as questões anteriores de navegar no cenário sem se bater E se posicionar de tal maneira que seus torpedos não sejam completamente inúteis. Mesmo assim, você deve esperar que o Red October não o ferre a vida ao não registrar seu acerto. Isso acontece muito. A hit detection defeituosa do jogo exige que você seja preciso em pixels ao disparar explosivos. Eu também mencionei que a munição vem em quantidades limitadas? Sim, mesmo o seu útil EMP, que desvia os ataques teleguiados, dura apenas por muito tempo. Infelizmente os ataques teleguiados em si duram o jogo todo.

Ter contramedidas que evitam os ataques foi uma sacada inteligente, dá a sensação de estar no controle de um submarino. Mas a proporção de ataques que você sofre para os recursos que tem é ridicula.

Agora, você está pronto para um verdadeiro chute nas bolas? O jogo tem chefes que exigem que você tenha muita munição. Tipo muita. Por isso, você não pode simplesmente atirar em todos os adversários que aparecem e você deve conservar seus armamentos. Sim, The Hunt for Red October é um jogo de ação onde muitas vezes você deve evitar a ação. Desenvolvedores em potencial, por favor tenham isso em mente ao produzir seus jogos.



The Hunt for Red October é apenas outro jogo de filme esquecível, com uma dificuldade acentuada gerada pela má mecânica. Não deve ser uma surpresa que seja uma bagunça desagradável e desordenada. Deixe este tesouro afundado no fundo do abismo onde ele pertence.

Nenhum comentário:

Postar um comentário