sábado, 25 de março de 2017

[GAMES] MEGAMAN 3 (NES) [AÇÃO GAMES 001]


Ele é ferro e fogo... e tiro no saco!
MEGA MAN 3 (NES)

Mega Man 3 foi um jogo absolutamente perfeito para sua época, embora por todos os meios hoje é um jogo completamente datado. Acontece que no jogo você tem que derrotar 8 robôs-chefes, e a cada chefe que você derrota ganha a arma que ele usava. Todo chefe tem algum tipo de fraqueza contra uma das armas dos outros chefes, então o grande segredo do jogo é saber a ordem certa dos chefes a serem derrotados para ganhar a arma certa para enfrentar o próximo chefe.

Supostamente os robos feitos pelo Dr Willy eram
robos uteis a sociedade que foram corrompidos
por ele. Tipo o Cut Man era um robo para cortar arvores.
Então... qual era a do Snake Man mesmo?
Como você sabe isso? Pesquisando na internet, é óbvio. Como você sabia isso em 1991? Ou tendo uma revista de videogames com a ordem (e sendo o cara mais descolado da classe) ou simplesmente tentando e errando. E é aqui que o jogo funcionava muito bem em 1991 mas não funciona bem hoje.

Tal qual os Megamans modernos, as fases tem não só desafios a serem superados como tanques de energia secretos a serem encontrados e habilidades a serem desbloqueadas (neste jogo são novos usos para o cão-robo Rush). O jogo tem um sistema de passwords muito bom que salva tudo que você já conquistou até o presente momento, então por mais dificil que seja o jogo nenhum progresso é realmente perdido.

E isso é o que funcionava em 1991, porque eramos crianças com poucas opções de entretenimento. Um jogo como Megaman 3 era filhadaputamente difícil, mas ao mesmo tempo garantia meses de diversão sem a sensação de estar jogando seu tempo fora nem nada. Era o jogo para se ter e ir descobrindo as coisas pouco a pouco, mesmo com uma dificuldade avassaladora.

Com efeito, mesmo as fases eram assim. Tinham partes que era insamente impossível sem perder 2\3 da sua vida, mas isso só porque  eu não tinha as armas ou os upgrades do Rush necessários. Se eu tivesse o jogo por meses, a tentativa e erro me ensinariam que recurso usar em que parte.




Além de ser um dos jogos mais visualmente bonitos de toda bibliotea do NES, a trilha sonora é qualquer coisa de um arregaço 

Duas coisas que eu aprendi jogando esse jogo em 2017 é que você enfrenta
os fantasmas dos robos (???) chefes do Megaman 2 (que eu nunca joguei)
no final. Outra coisa que eu descobri que eu tinha preconceito com o Top Spin
Attack porque era homofobico e dar girinho não era "coisa de homem".
Caralho que porra mais útil essa!
Porém em 2017 não é assim que a banda toca. Ninguém (nem mesmo as crianças), tem o tempo e a paciência para passar meses tentando e errando com um jogo. Simplesmente é um jogo fora de sincronia com o nosso tempo, porque pa-pum, direto e reto (seguindo um walkthrough, por exemplo), Megaman 3 perde muito do charme que ele foi originalmente projetado para ter.

Simplesmente não é assim que se faz videogames mais hoje em dia, mas em sua época Megaman 3 foi rei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário